• Manalinda Fitness - Zero Transparência
  • Frete Grátis a partir de R$99
  • Em até 12x sem juros no cartão
0
Seu carrinho está vazio
Dicas

Musculação na gravidez: Exercícios seguros e precauções.

Publicado em 22.03.2024 |
Visualizações
4.682 visualizações
Imagem do autor Equipe de Redação Manalinda
Equipe de Redação Manalinda
Redator da Manalinda

A musculação é uma ótima prática de exercício físico, que ajuda no ganho de força, equilíbrio e também aprimora a questão estética. Por muito tempo essa atividade foi vista apenas como um exercício masculino. porém isso é um grande mito. As mulheres podem fazer musculação, e devem praticar esse exercício.

Atualmente, existe uma dúvida crescente sobre a musculação na gravidez, muitas mulheres que praticam exercícios físicos ficam com medo de continuar os treinos durante a gestação. Esse receio é bem comum, afinal toda mãe busca o que é melhor para o seu filho.

Porém, treinar traz muitos benefícios e não seria diferente no momento da gravidez. Entretanto, vale a pena tomar alguns cuidados a mais e se informar sobre o assunto. Por isso, o nosso artigo traz informações importantes sobre a musculação na gravidez. Continue a leitura e acompanhe!

Lembrando que em casa de maiores dúvidas, consulte o seu médico.

Por que é importante treinar durante a gravidez?

mulher gravida praticando exercicios fisicos

Foto: Divulgação

Os exercícios físicos são uma maneira de ter uma rotina mais saudável, sabemos que eles atuam no corpo e também na mente. Isso não seria diferente na musculação, por isso continuar a prática durante a gravidez é uma forma de manter esses benefícios.

Podemos citar alguns motivos importantes para continuar com a musculação na gravidez, como por exemplo:

  • Manutenção da força;
  • Tônus muscular;
  • Manutenção do peso da gestante e também do bebê;
  • Regulação de indicadores de saúde como taxas metabólicas, glicemia, colesterol e precaução com a diabete gestacional;
  • Evitar ou minimizar os efeitos da depressão pós-parto.

Todos os benefícios vão atingir diretamente as mamães e os bebês de forma positiva. Como por exemplo, os casos de diabete gestacional podem ser delicados, mas os exercícios físicos ajudam a controlar e evitar.

A questão estética do corpo é uma preocupação das mulheres, sabemos que as mudanças são inevitáveis, mas com uma rotina de treino adequada é possível buscar um equilíbrio. Podemos definir que as vantagens da musculação na gravidez devem ser levadas em conta, mas lembre-se de sempre manter um ritmo mais desacelerado.

Nesse momento, a sua alimentação é ainda mais importante, pois aquele ditado que grávida come por dois, é muito real e deve ser lavado a sério. Qualquer dúvida, ou alteração, procure o seu médico. No próximo tópico você pode descobrir quais exercícios são liberados para a musculação na gravidez. Observe!

Quais exercícios a mulher grávida pode fazer?

mulher grávida se alongando

Foto: Divulgação

A musculação na gravidez deve ser realizada com alguns cuidados, por isso é importante conhecer os melhores exercícios. Confira alguns que são indicados.

  • Agachamento plié

É perfeito para ajudar no fortalecimento pélvico, e também prepara o corpo para o momento do parto.

  • Remada unilateral

Ajuda a reorganizar a coluna e a postura, o que pode aumentar o conforto com a barriga.

  • Abdução de quadril

Melhora a circulação sanguínea, fortalece as pernas e treina os músculos pélvicos.

Além disso, cada momento da gestação deve ser levado em conta. No primeiro trimestre, é um período de formação, por isso, as futuras mamães sentem mais sono, enjoos e acabam tendo menos disposição.

É indicado pegar bem leve nesse momento, ainda mais se você não tem costume de se exercitar com frequência; Já o segundo trimestre é quando as atividades físicas estão liberadas, é o momento onde os enjoos passam e a barriga começa aparecer.

Uma dica de treino é usar essa fase para se preparar para a próxima, ou seja, fortalecer o assoalho pélvico, mantendo o tônus muscular e alternando a atividade de força com o trabalho aeróbico. Nos três últimos meses de gravidez, toda a disposição do segundo trimestre tende a desaparecer, é também quando a barriga se desenvolve mais.

Com isso, a mobilidade costuma ser afetada, algumas mulheres sentem muito desconforto lombar. Afinal, o corpo está se moldando para a passagem do bebê. Nesse momento de reta final, os exercícios de agachamento, ou de impacto não são indicados, pois exigem grande sustentação muscular e ligamentar. Com cuidado e atenção tudo é possível, logo abaixo vamos mostrar os exercícios que devem ser evitados. Acompanhe!

O que a grávida não pode fazer na musculação?

É importante que as mulheres grávidas continuem se exercitando, até com a musculação. Porém, alguns exercícios podem e devem ser evitados para o bem da mamãe e do bebê. Por exemplo, os exercícios que contraem o abdômen ou trabalhem sua hipertrofia precisam ser cortados do treino.

Pois, no processo de crescimento do bebê a tendência é o alongamento demasiado desta musculatura e caso ela fique forte e hipertrofiada, existe a possibilidade de uma diástase exacerbada ou mesmo de um surgimento de hérnia umbilical. Para ter um bom treino, basta ter informações, por isso o nosso texto ainda traz algumas precauções importantes. Confira no próximo tópico!

Quais precauções tomar quanto à musculação na gravidez?

praticando musculação na gravidez

Foto: Divulgação

Algumas precauções devem ser tomadas durante a prática de musculação na gravidez, como por exemplo, a questão do tempo e da intensidade de treinos. Por mais que cada mulher tenha um organismo diferente e outras formas de resistência, é indicado que os treinos sejam de intensidade leve a moderada, aproximadamente 4 vezes por semana, de 30 a 60 minutos.

É importante lembrar que quantidade não é sinônimo de qualidade, ou seja, não vale a pena expor o corpo a um esforço desnecessário. Outro ponto de alerta é o caso de gestantes que possuem algum tipo de doenças, como as cardiovasculares, por exemplo.

Por isso, o acompanhamento com o médico é de extrema importância e deve ser feito com regularidade. Agora, para as mamães que não tem restrições, uma boa dica é continuar com os treinos leves e também levar a sério a questão do acompanhamento.

Nessa fase, tudo deve ser monitorado, a alimentação, a rotina e até mesmo a saúde mental. Não podemos esquecer que as futuras mamães devem usar roupas adequadas e confortáveis para um treino de musculação na gravidez. Por isso, a Manalinda é a melhor indicação de loja, não deixe de conferir, as peças contam com benefícios incríveis;

Conclusão

A musculação na gravidez pode trazer vários benefícios, como a manutenção da força e até a prevenção de doenças. Porém, nada de exagerar no treino e lembre-se do acompanhamento médico.

Perguntas frequentes

É seguro praticar musculação durante a gravidez?

Sim, a musculação pode ser segura durante a gravidez, desde que seja realizada com orientação médica e sob supervisão adequada. O exercício de musculação durante a gravidez pode oferecer uma série de benefícios, incluindo a manutenção da força muscular, a melhoria da postura, o alívio de dores nas costas e a prevenção do ganho excessivo de peso. No entanto, é importante adaptar o programa de musculação às necessidades e limitações individuais da gestante, evitando exercícios de alta intensidade, levantamento de peso excessivo e movimentos que aumentem o risco de lesões ou desconforto. Além disso, certos exercícios devem ser evitados durante a gravidez, especialmente aqueles que envolvem deitar-se de costas por longos períodos de tempo ou colocar pressão direta sobre o abdômen. É essencial consultar um médico ou um profissional de saúde antes de iniciar qualquer programa de exercícios durante a gravidez e seguir as diretrizes e recomendações específicas para garantir a segurança tanto da mãe quanto do bebê.

Quais são os benefícios da musculação durante a gravidez?

Praticar musculação durante a gravidez pode oferecer uma série de benefícios para a gestante e o bebê. Primeiramente, o fortalecimento dos músculos principais, como os músculos do core, das costas e das pernas, pode ajudar a melhorar a postura, aliviar dores nas costas e reduzir o desconforto muscular associado ao aumento do peso e à mudança na postura durante a gravidez. Além disso, a musculação pode ajudar a manter a força e a resistência muscular, preparando o corpo para as demandas físicas do parto e da recuperação pós-parto. Outros benefícios incluem o controle do ganho de peso, a melhoria da circulação sanguínea e o aumento da energia e do bem-estar geral. Praticar musculação também pode ajudar a promover a saúde cardiovascular e metabólica da gestante, contribuindo para uma gravidez mais saudável e um parto mais tranquilo. No entanto, é importante adaptar o programa de musculação às necessidades individuais da gestante e evitar exercícios que possam representar riscos à segurança tanto da mãe quanto do bebê.

Quais são as precauções a serem tomadas ao praticar musculação durante a gravidez?

Ao praticar musculação durante a gravidez, é importante tomar uma série de precauções para garantir a segurança tanto da mãe quanto do bebê. Em primeiro lugar, é essencial consultar um médico ou um profissional de saúde antes de iniciar qualquer programa de exercícios durante a gravidez, especialmente se a gestante tiver condições médicas pré-existentes ou complicações durante a gestação. Além disso, é importante evitar exercícios de alta intensidade, levantamento de peso excessivo e movimentos que coloquem pressão direta sobre o abdômen. A gestante também deve evitar deitar-se de costas por longos períodos de tempo, pois isso pode reduzir o fluxo sanguíneo para o útero e aumentar o risco de hipotensão supina. É importante ouvir o corpo e respeitar os sinais de desconforto, fadiga ou exaustão, diminuindo a intensidade ou interrompendo o exercício conforme necessário. Além disso, é fundamental manter-se bem hidratada, usar roupas confortáveis e respiráveis, e evitar exercícios em ambientes muito quentes ou úmidos. Em resumo, ao praticar musculação durante a gravidez, é essencial tomar precauções adequadas e seguir as orientações e recomendações específicas para garantir uma experiência segura e positiva para a gestante e o bebê.

Ofertas Especiais

Aceite os cookies e tenha uma melhor experiência em nosso site, consulte nossa Política de Privacidade.